C   redit
Faz assim:
me guarda
num cantinho
dentro de você.
Clarissa Corrêa    
A memória é um território complicado.
Fazendo meu Filme 4.  
Ninguém disse que seria fácil.
Coldplay  
Alguns choram por amor, outros pela falta dele.
A culpa é mesmo das estrelas?  
Qual o valor de um sorriso? Grande, não? Aquele sorriso que sai do profundo da alma, passa pelos cantos do coração e chega à boca e se estampa como uma lâmpada de luz natural. É esse sorriso que nasce nos meus lábios quando penso em ti, quando falo contigo, quando estou contigo, quando estou à tua presença. O sorriso mais sincero, mais verdadeiro, o sorriso que vem misturado com uma felicidade que queima no meu peito. Deus fez o céu, a terra e tudo o que existe. Fez o sol e a lua. Essa para governar a noite e aquele para dominar o dia. Assim, Deus fez também o meu e o seu coração, um para completar o outro, um para ter o outro, numa mesma unidade, num mesmo sentimento, numa mesma felicidade. As palavras podem se perder ao vento, outras podem voar como a poeira dum deserto, mas o que existe dentro de mim por você é algo muito forte, que está sendo construído com tanto esmero e eu sei que ficará em pé, mesmo nas tempestades, provas e lutas. Algo, meu amor, que só existe porque você existe, em mim, pra mim. Sinto em mim, agora, um sentimento forte, um sentimento lindo, um sentimento plantado por Deus. Os dias vão se passando e esse sentimento aumenta gradativamente. A cada mensagem, um sorriso. A cada ligação, uma alegria imensa na alma, no coração. Ter você em minha vida já não é mais uma questão de escolha, mas sim de necessidade. Sinto um carinho tão grande e o meu maior desejo é te amar. Amar-te daqui até a eternidade. Quero ter-te em minha vida até o dia em que Deus não permitir mais que vivemos juntos aqui na Terra. Você me conquista dia após dia. Faz-me ver quão bela a vida é e o quanto é bom vivê-la de maneira humilde e com sabedoria. Você tem me mostrado que, um amor passado que deu errado, não foi por culpa nossa, mas sim, por permissão de Deus, e que não devemos temer um amor futuro por medo de ter que sofrer novamente, por medo de ter que passar por tudo que custou esquecer. Você! Só você tem o dom de me deixar sem palavras e me deixar totalmente em estado de hipnose quando ouço a sua voz. Jamais deixarei de lutar por você, por nós.
— Dois Em Um, Ele&Eu. Marcílio Borges e Daniela Porto   
– Para onde, senhorita?
– Para as estrelas.
Titanic.  
Sempre gostei de criar laços. Com pessoas, com animais, com objetos, com estações do ano. Até mesmo com o passado. Já imaginei lindas amizades florescendo do nada, entre eu e um desconhecido qualquer. Sempre me agradei sonhando. Mas o fato é que criar laços nem sempre é bom. Quero dizer, quando se tem um amigo você ri mais, brinca mais e sofre menos. Isso é bom. É sensacional, na verdade. Mas, ninguém fica para sempre conosco. As pessoas se separam e trilham seus caminhos sozinhas, como mochileiros solitários. Tudo que temos são lembranças e esperança de um dia os caminhos se cruzarem outra vez. Somos apenas figurantes nos caminhos alheios. Quando se cria um laço muito forte, cria-se também uma consequência para quando o laço partir. E esta se chama saudade. Saudade é a consequência de um laço afetivo qualquer, amarrado por qualquer sentimento, ruim ou bom. O que é mais injusto nessa breve vida que tenho é o fato de não existirem nós- cegos. Nenhum nó é forte o bastante para não deixar que algum laço se desfaça, nessa vida.
Azarão 
O amor é involuntário, ele não irá pedir a sua permissão para entrar.
— Tickets of Cassie.  
ando pelas ruas
recolhendo versos
que estão sobre o chão
e os guardo em meus bolsos
para quando chegar em casa
colá-los um a um
dois a dois
três a três
e fazer um mosaico poético.
eu encaixo os versos e eles se encaixam em mim.
Daniel Matos. 
Ô minha filha, as suas dores não são as maiores do mundo e nem vão ser. Sacode a poeira. Toma um banho de rio. Abre essas asas. Grita alto, chora baixo. Pula alto e cai de cara. Desenha toda a beleza do mundo. Compra uma caixa de lápis de cor e sai aí colorindo a vida.
Tati Bernardi 
Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva boias. E se ela se afogar, se recupera.
Caio Fernando de Abreu